Monthly Archives: December 2015

Primeiro Workshop Brasileiro de Ecologia do Movimento (1st MEB – Movement Ecology Brazil) destacou a importância de pesquisas sobre o assunto no Brasil

cartaz_2meb

Nos dias 17 e 18 de setembro de 2015 foi realizado o I Movement Ecology Brazil Workshop (I MEB) na UNESP, Rio Claro. O evento reuniu 104 participantes de pelo menos 30 instituições brasileiras e estrangeiras para promover o diálogo entre acadêmicos e profissionais da área de ecologia do movimento e conservação ambiental de modo a incentivar o intercâmbio científico no país e América Latina. Organizado pelo grupo de estudos em ecologia do movimento do Laboratório de Ecologia Espacial e Conservação, o workshop contou com palestras, mesas redondas e apresentação de trabalhos em forma de painéis, com participantes de diferentes áreas do conhecimento, como Biologia, Física, Ciência da Computação e Oceanografia. Entre os palestrantes convidados estiveram o Prof. Dr. Juan Morales, da Universidad Nacional del Comahue (Argentina), expoente na área de ecologia do movimento, o Prof. Dr. Milton Cezar Ribeiro, o Dr. Karl Mokross e o Dr. Alejandro E. Jahn, da UNESP, Rio Claro, o Prof. Dr. Marcus Vinícius Vieira, da UFRJ, o Prof. Dr. Luiz Gustavo Oliveira Santos, da UFMS, o Prof. Dr. Marcos Eleutério da Luz, da UFPR, e o Dr. Pavel Dodonov, da UESC.

Ficou claro ao final do evento o potencial dos ecossistemas brasileiros e dos diversos grupos de pesquisa para os avanços em ecologia do movimento. Apesar da maioria dos participantes focarem seus estudos em mamíferos e aves, outros grupos taxonômicos estão ganhando importância, como peixes, insetos e répteis, com tecnologias inovadoras de monitoramento. Durante o I MEB foi constantemente lembrado que o objetivo de estudos em ecologia do movimento deve ser prioritariamente a resposta de questões ecológicas para o melhor conhecimento de processos ecossistêmicos e conservação da biodiversidade. Destacou-se também a necessidade de aumento de colaborações com especialistas de outras áreas do conhecimento para suprir as dificuldades metodológicas, principalmente quanto à análise de dados de movimento. Os trabalhos apresentados no I MEB foram reunidos em um LIVRO de RESUMOS com 21 trabalhos desenvolvidos por 56 pesquisadores de instituições brasileiras e internacionais.

Para mais informações, acesse: www.leec.eco.br/meb